Pra pensar: NO POO / LOW POO!

mujer-lavandose-el-pelo

Quanto mais espuma mais limpo! Será???

Há cerca de um mês me deparei com uma reportagem sobre os novos métodos de limpeza dos fios: o NO POO e o LOW POO! 

Eu, que sempre tive as raízes oleosas, adorava entupir meu couro cabeludo de shampoo e sempre pensei que “quanto mais shampoo, mais limpo ele ficaria”. Acontece que, isso não é verdade.

Mas vamos às técnicas:

O NO POO é a vertente mais radical do movimento, na qual as adeptas abandonam de vez o shampoo e qualquer outro produto que tenha sulfato, parafina, silicone, etc.

Quem utiliza essa técnica faz uso de métodos e ingredientes caseiros de limpeza ou, detergentes capilares leves que limpam os fios sem causar nenhum tipo de dano.

Já o LOW POO admite o uso do sulfato leve, esporadicamente (a cada 15 dias).

Nas duas técnicas são utilizados produtos hidratantes para o tratamento dos fios e, não se utilizam produtos insolúveis em água (óleos, séruns).

Mas por que?!

LorraineMassey

Esta é Lorraine Massey, idealizadora da técnica e autora do livro “Curly Girl” que fez o maior sucesso fora do Brasil.

A questão inicial é: nós usamos muito shampoo! É verdade! A quantidade de produto que nós passamos para a limpeza dos fios acaba deixando inúmeros resíduos no nosso cabelo, além dos condicionadores, máscaras, cremes, leave ins, óleos, sprays… Isso faz nosso cabelo ficar PESADO, OLEOSO OU RESSECADO (tudo isso depende do seu tipo de cabelo) e SEM MOVIMENTO.

Confesso que quando comecei a ler sobre o assunto eu achei um absurdo e achei que jamais conseguiria abandonar o shampoo. Mas agora já estou achando a técnica bem interessante! E, além do mais, não utilizar shampoo não quer dizer que você vai deixar seu cabelo sujo. As adeptas fazem a lavagem dos fios, mas não com shampoo.

Não, eu não parei de usar shampoo. Mas fiquei pensando na quantidade de produto que nós jogamos ali no couro cabeludo durante e após o banho. E resolvi fazer um “experimento”: usar menos shampoo!

Como meus fios são oleosos, eu lavo os cabelos todos os dias. Então tive uma idéia: coloquei uma embalagem vazia de shampoo dentro do chuveiro (aquelas de viagem) e sempre que vou lavar a cabeça eu coloco uma quantidade de shampoo lá (POUCO SHAMPOO, bem pouco!) e misturo com bastante água. E é essa mistura que eu aplico no cabelo, aos poucos, massageando.

Já na hora de lavar, a sensação não é de “grude”, fica tudo mais leve e fácil de aplicar. Mesmo com pouco produto, ainda faz espuma.

E o que eu estou achando? Duas semanas depois, meu cabelo está muito mais solto, muito menos oleoso e com as pontas bem menos ressecadas! É impressionante, mas percebi muita diferença!

Não tô pronta pra abandonar o shampoo de vez, mas com certeza vou continuar usando essa quantidade menor que eu passei a usar! Se vocês tiverem vontade de tentar, eu indico! Façam o teste, vejam como o cabelo de vocês se comporta e me contem!

Tô pensando bastante em começar a usar shampoo sólido também (a LUSH vende – alguém sabe outra marca?).

Enfim, quem quiser saber mais é só pesquisar por aí “LOW POO” e “NO POO“, tem bastante material pela internet, além do livro “Curly Girl“, que está em inglês. Também tem bastante foto de antes e depois nos blogs gringos:

Beijos!

4 opiniões sobre “Pra pensar: NO POO / LOW POO!

  1. Já conhecia a “técnica”, pois tenho cabelo cacheado e essa é uma das “regrinhas de ouro” pra meu tipo de cabelo, principalmente agora que tô na transição liso/cacheado…
    Adorei o post! É bom todo mundo conhecer a técnica e os produtos no-low poo…
    Bjuss

    mulherpequena.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: